[1]
“JUSTIÇA SOCIAL, DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E QUALIDADE DE VIDA”, rTM, nº 22, p. 75-94, jun. 2020.