A Identificação de Empregos Verdes, ou com Potencial Verde, sob as Óticas Ocupacional e Setorial no Brasil

A Identificação de Empregos Verdes, ou com Potencial Verde, sob as Óticas Ocupacional e Setorial no Brasil

Radar nº 23 - Dezembro de 2012

Este texto objetiva contribuir para a discussão sobre os empregos verdes no Brasil. Há, na literatura e na experiência internacional, várias definições para o conceito de empregos verdes, com o destaque para abordagens setoriais – as quais os definem de acordo com os setores de atividade que os produzem – e para as abordagens ocupacionais – as quais os definem de acordo com as atividades desempenhadas pelos trabalhadores.

A partir dessas definições e das experiências e bases de dados internacionais, propõe-se aqui um enfoque combinado, que define os empregos verdes, ou com potencial verde, sob uma ótica ao mesmo tempo ocupacional e setorial. Do ponto de vista ocupacional, parte-se da identificação de atividades desempenhadas pelos trabalhadores em seus postos de trabalho que apresentem algum tipo de impacto ambiental potencial. Já do ponto de vista setorial, estes empregos podem ser identificados a partir de dados das pesquisas setoriais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre utilização de recursos energéticos e ambientais, bem como da utilização de pesquisas internacionais que identificam setores cuja produção traz impactos ambientais relevantes.

Autores: Fernanda J. A. P. Nonato e Aguinaldo Nogueira Maciente

   
icon pdf Acesse o artigo completo em PDF