PRODUÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA EM COMPARAÇÃO COM O DESEMPENHO MUNDIAL EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS

Tania Maria de Paula Lyra, Jorge Almeida Guimarães

Resumo


Este artigo objetiva comparar a produção científica brasileira em ciências agrárias com a mundial. Verifica-se que ocorreu uma expansão da produção científica em todas as áreas do conhecimento concomitante com o crescimento da pós-graduação no Brasil. No qüinqüênio 2002-2006 o crescimento da produção científica foi de 74,34% e o dos programas de pós-graduação, de 72,80%. Em ciências agrárias a produção científica brasileira ocupou a 12ª posição no ranking mundial e apresentou resultados marcadamente superiores aos obtidos por países de economia emergente e expressiva como a Coréia do Sul e a Rússia. A agronomia liderou a pós-graduação com 45,83% dos programas, o que se refletiu na representatividade de 52,66% da sua produção científica. Esses dados revelam que os programas de pós-graduação interferiram positivamente na

produção de artigos científicos. Essa produção, porém, não pode ficar restrita às pesquisas resultantes de teses e dissertações, devendo ser expandida ao setor privado para refletir na inovação tecnológica e no registro de patentes. Os autores ressaltaram a relevância da pós-graduação brasileira e da produção científica em ciências agrárias na América Latina, onde representam 40% e 44,24%, respectivamente. Apesar do importante valor quantitativo da pesquisa brasileira em ciências agrárias, o impacto das suas publicações é de apenas 1,70, enquanto a Argentina, a segunda colocada em número de artigos, tem impacto de 2,50, o que revela a necessidade de melhoria na qualidade da divulgação. Ressalte-se que a produção científica é mais expressiva do que a que é retratada, porque existem inúmeros artigos das áreas de agronomia e veterinária publicados em periódicos das áreas das biologias, quando se referem à biologia molecular, biofísica e bioquímica. Os autores concluíram que a produção científica em ciências agrárias deve ser ampliada devido à relevância de questões como oferta de alimentos para a população, área ocupada pela agropecuária e elevação da demanda de países de economia emergente e expressiva como a China, a Coréia do Sul e a Rússia, além dos tradicionais mercados importadores. A comparação da produção científica com os indicadores sociais e econômicos demonstrou a importância da pós-graduação e a conseqüente elevação do conhecimento científico como contribuição na resolução dos problemas sociais e econômicos do país.

 

 


Palavras-chave


PRODUÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA COMPARAÇÃO COM O DESEMPENHO MUNDIAL CIÊNCIAS AGRÁRIAS

Texto completo:

PDF