Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

Desenvolvimento Social

Elucidando a prevalência de estupro no Brasil a partir de diferentes bases de dados

Ferreira, Helder; Coelho, Danilo Santa Cruz; Cerqueira, Daniel Ricardo de Castro; Alves, Paloma Palmieri; Semente, Marcella;


Desenvolvimento Social: Livros.

Publicado em: Mai-2023


Elucidando a prevalência de estupro no Brasil a partir de diferentes bases de dados

O objetivo deste Texto para Discussão foi estimar a prevalência de estupro e sua taxa de atrito nos sistemas de saúde e policial. Para isso, analisamos inicialmente diferentes bases de dados com cobertura nacional sobre o fenômeno no Brasil, tomando como referência para comparação o ano de 2019. A partir de uma análise conjunta da Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PNS/IBGE) e do Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde (Sinan/MS), fizemos um cálculo aproximado dessa prevalência. Concluímos que o limite inferior do número de estupros no país se situaria num patamar de 822 mil casos por ano, o que corresponderia à ocorrência de quase dois casos por minuto no Brasil. A partir desse número, foi possível estimar que apenas 8,5% dos estupros estão sendo identificados pela polícia e 4,2% pelos sistemas de informação da saúde.

MAIS DETALHES * Abrirá no Repositório do Conhecimento do Ipea, em nova página.

Arquivos

Arquivo Descrição Formato Tamanho Acesso
TD_2880_web.pdf Adobe PDF 1.03 MB visualizar
TD_2880_sumex.pdf Adobe PDF 199.45 KB visualizar
Publicacao_preliminar_TD_Elucidando_a_prevalencia_de_estupro.pdf Adobe PDF 878.56 KB visualizar



Reportar Erro
Escreva detalhadamente o caminho percorrido até o erro ou a justificativa do conteúdo estar em desacordo com o que deveria. O que deveria ter sido apresentado na página? A sua ajuda será importante para nós, obrigado!

Form by ChronoForms - ChronoEngine.com