Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

Administração Pública. Governo. Estado

Multiplicidade de regras fiscais no Brasil : disfunções, rigidez e ameaça à sustentabilidade

Chernavsky, Emilio;


Administração Pública. Governo. Estado: Capítulos de Livros.

Publicado em: 2022


Multiplicidade de regras fiscais no Brasil : disfunções, rigidez e ameaça à sustentabilidade

Em uma definição frequentemente citada, as regras tributárias são “uma restrição permanente sobre a política fiscal por meio de limites numéricos simples sobre agregados orçamentários” (Kopits e Symansky, 1998), especialmente no que diz respeito a certas medidas de resultados fiscal, de gasto ou de dívida pública. Embora regras de resultado fiscal equilibrado capazes de se encaixar nessa definição existam pontualmente em nível acional ou subnacional há décadas, sua utilização somente passou a se disseminar fortemente no mundo a partir dos anos 1990. Hoje, mais de 90 países aplicam um ou mais Mais regras (Lledó et al., 2017). O Brasil é um deles desde a Constituição Federal de 1988 (CF/1988), que já na sua origem trazia uma série de restrições e outras definições relacionadas à política fiscal, às quais novas disposições foram sendo acrescentadas ao longo do tempo.

MAIS DETALHES * Abrirá no Repositório do Conhecimento do Ipea, em nova página.

Arquivos

Arquivo Descrição Formato Tamanho Acesso
Multiplicidade_Regras_Cap8.pdf Adobe PDF 224.20 KB visualizar



Reportar Erro
Escreva detalhadamente o caminho percorrido até o erro ou a justificativa do conteúdo estar em desacordo com o que deveria. O que deveria ter sido apresentado na página? A sua ajuda será importante para nós, obrigado!

Form by ChronoForms - ChronoEngine.com