Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0863 - Regulação, Mercado ou Pressão Social? Os Determinantes do Investimento Ambiental na Indústria

Cláudio Ferraz e Ronaldo Seroa da Motta / Rio de Janeiro, março de 2002

O presente trabalho utiliza dados da pesquisa da atividade econômica de São Paulo (Paep) em conjunto com dados municipais de regulação, economia política e condições socioeconômicas, para explicar a probabilidade das unidades locais (ULs) da indústria de realizarem investimentos ambientais no ano de 1996. Para tal, um modelo Probit é utilizado para estimar os efeitos marginais de características da firma e da regulação formal e informal. A especificação do modelo Probit simples é discutida e a simultaneidade da decisão da firma e do regulador é levada em consideração estimando um modelo Probit com variáveis instrumentais. Os resultados sugerem que a pressão das comunidades e outros agentes sociais afeta a regulação formal, provavelmente através de reclamações, e que indiretamente as firmas respondem a esta pressão por meio do regulador. Tamanho das ULs, produção exportada e origem do capital são também variáveis significativas para explicar o padrão do investimento ambiental. Palavras-chave: regulação ambiental, regulação informal, investimento ambiental, Probit, variáveis instrumentais, problema de seleção.

 

acesseAcesse o documento (120.22Kb)             


Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea