Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0743 - Mercado de Trabalho nos Anos 90: Fatos Estilizados e Interpretações

Marcelo Cortes Neri / Rio de Janeiro, julho de 2000

A economia brasileira passou por importantes modificações ao longo da década de 90. Durante esse período, ocorreram a abertura da economia ao fluxo de comércio e de capitais internacionais e queda na taxa de inflação e redução da presença do Estado na economia. Essas mudanças estruturais resultaram em efeitos importantes sobre o ritmo e a estrutura do crescimento da economia, afetando, significativamente, o desempenho do mercado de trabalho. Primeiramente, a queda no emprego industrial foi compensada pelo aumento do emprego nos serviços e no comércio. Entretanto, a partir de 1997 esse fenômeno não foi mais observado, de forma que a taxa de desemprego passou a aumentar. Neste artigo examinamos o desempenho do mercado de trabalho nos anos 90, através da análise da evolução do nível e da estrutura do emprego, dos rendimentos reais, da produtividade do trabalho nos setores da economia e da taxa de desemprego. Por intermédio dessa análise pode-se concluir que os rendimentos reais e o custo do trabalho aumentaram em todos os setores. Além disso o aumento da produtividade marginal do trabalho no setor industrial mais que compensou a mudança de preços relativos contra esse setor ocorrida com a estabilização da economia. Conclui-se também que houve um grande aumento do desemprego estrutural, sugerindo a necessidade de modificações na legislação trabalhista.

 

acesseAcesse o documento (116.28 Kb)      

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea