Facebook Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr SoundCloud
noticias

18/05/2022 17:49
td-banner

TD 2767 - Impactos da expansão do metrô de Fortaleza sobre o acesso a oportunidades de emprego, saúde e educação 

Carlos Kaue Vieira Braga, Diego Bogado Tomasiello, Daniel Herszenhut, João Lucas Albuquerque Oliveira e Rafael Henrique Moraes Pereira / Brasília, Maio de 2022  


Este estudo apresenta os resultados de uma avaliação ex-ante do impacto da Linha Leste do metrô de Fortaleza no acesso da população a oportunidades de emprego, saúde e educação. Para isso, analisamos como a quantidade de empregos, estabelecimentos de saúde e escolas acessíveis por transporte público deverá mudar com a implantação da nova Linha Leste do metrô e as demais alterações previstas no Plano de Acessibilidade Sustentável de Fortaleza (Pasfor). Os resultados indicam que, isoladamente, os investimentos no sistema de trilhos poderiam aumentar em média de 3,1% a 5,6% a quantidade de empregos, escolas e serviços de saúde acessíveis por transporte público. No entanto, a redução planejada na oferta dos serviços de ônibus deverá comprometer o potencial impacto positivo que seria obtido com a expansão do metrô. Com isso, estima-se que haveria uma queda de -7,4% a -8,1% na quantidade de oportunidades acessíveis por transporte público comparado ao ano base de 2019. Via de regra, essa queda será maior nos bairros de renda média e baixa, indicando que as intervenções sobre a rede de transporte público de Fortaleza terão impacto regressivo, aumentando a desigualdade de acesso a oportunidades. O estudo traz importantes lições sobre como projetos de expansão de infraestrutura de transporte precisam ser planejados de maneira coordenada com a operação de sistemas de transporte público para potencializar os benefícios de acessibilidade de políticas de transporte urbano.

Palavras-chave: ftransporte público; acessibilidade; Fortaleza; avaliação de impacto; desigualdades; mobilidade urbana; equidade.

This study presents the results of an ex-ante assessment of the accessibility and equity impacts of a subway expansion in Fortaleza (Brazil). We analyze how the number of jobs, health facilities, and schools accessible by public transportation is expected to change with the implementation of a new subway line (Linha Leste) and the other changes planned in the Sustainable Accessibility Plan of Fortaleza (Pasfor). Our results indicate that investments in the rail system alone could increase the number of jobs, schools, and health services accessible by public transport by an average of 3.1% to 5.6%. However, the planned reduction of services in the bus network is expected to undermine the potential positive impact that would be obtained with the subway investments alone. With these service cuts, it is estimated that the number of opportunities accessible by public transport could drop by -7.4% to -8.1% on average compared to the 2019 baseline. As a rule, these accessibility reductions will be greater in middle- and low-income neighborhoods, indicating that the planned interventions on Fortaleza’s public transportation network will have a regressive impact, increasing inequality of access to opportunities. The study brings important lessons about how transportation infrastructure expansion projects need to be planned in a coordinated manner with the day-to-day operation of public transportation systems to leverage the accessibility benefits of urban transportation policies.

Keywords: public transport; accessibility; Fortaleza; impact assessment; transport inequalities; transport policy; equity.

 

  acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento(3,7 KB)

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada


Política de Privacidade
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação