Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr SoundCloud
13/10/2021 12:00
td-banner

TD 2698 - Projeções Populacionais Por Idade e Sexo Para o Brasil Até 2100

Gabriela Bonifácio e Raquel Guimarães/ Rio de Janeiro, setembro de 2021    

 

As projeções populacionais elaboradas neste trabalho buscaram cumprir com o objetivo de produzir insumos quantitativos que auxiliem nas análises e simulações dos impactos macroeconômicos de diferentes propostas de reforma do regime previdenciário no Brasil. Daí a necessidade de considerar, nessas projeções, o período de 2010 a 2100, um limite temporal maior do que é normalmente empregado em exercícios dessa natureza. Ademais, foram consideradas as variáveis sexo e grupos etários quinquenais, de modo a obter a estrutura e composição da população brasileira a médio e longo prazo, e, com isso, verifi car o impacto demográfi co para o regime previdenciário. Sabe-se que exercícios de projeção envolvem tarefas complexas, principalmente porque populações humanas são bastante dinâmicas e o seu dinamismo é afetado por efeitos de conjuntura que muitas vezes não são previstos nas projeções. No entanto, é possível obter projeções populacionais bastante razoáveis com a elaboração de hipóteses coerentes, a aplicação de técnicas e a utilização de dados apropriados. Foram tomadas como base de referência, para o desenvolvimento do exercício aqui apresentado, as projeções populacionais ofi ciais realizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografi a e Estatística (IBGE), por serem reconhecidas, notadamente, pelo rigor metodológico aplicado. As projeções populacionais do Brasil foram elaboradas considerando três cenários distintos: cenário IBGE/Ipea, cenário de choque populacional e cenário de fecundidade constante. Em cada um desses cenários foram adotadas hipóteses específi cas e aplicadas técnicas próprias. Com isso, resultaram três possíveis projeções populacionais que se diferenciavam quanto à composição por sexo e grupos de idade e que poderiam ter efeitos diferentes para o regime previdenciário.

Palavras-chave: projeções; população; demografia.

The population projections elaborated in this work sought to fulfi ll the objective of producing quantitative inputs that help in the analysis and simulations of the macroeconomic impacts of different proposals for reforming the social security system in Brazil. Hence the need to consider, in these projections, the period from 2010 to 2100, a longer time limit than is normally used in exercises of this nature. Furthermore, the variables sex and age groups were considered for fi ve years, in order to obtain the structure and composition of the Brazilian population in the medium and long term, and thus verify the demographic impact on the social security system. It is known that projection exercises involve complex tasks, mainly because human populations are very dynamic and their dynamism is affected by conjunctural effects that are often not foreseen in the projections. However, it is possible to obtain very reasonable population projections with the elaboration of coherent hypotheses and with the application of techniques and the use of appropriate data. The offi cial population projections carried out by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) were taken as a reference base for the development of the exercise presented here, as they are recognized, notably, for the methodological rigor applied. Population projections for Brazil were prepared considering three distinct scenarios: IBGE/Ipea scenario, population shock scenario and constant fertility scenario. In each of these scenarios, specifi c hypotheses were adopted and their own techniques were applied. This resulted in three possible population projections that differed in terms of composition by sex and age groups and that could have different effects on the social security system.

Keywords: projections; population; demography.

 

  acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento(9 MB)

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação