Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr SoundCloud
15/09/2021 08:00

Publicação Preliminar - 2021 - Setembro

Relatório de Assistência Tarifária Efetiva Aos Setores Econômicos No Brasil: Estimativas Atualizadas Para 2018

 

Autores: Fernando J. Ribeiro, Gerlane G. de Andrade

 

icon pdf Acesse o PDF (469 KB)      

Esta Nota apresenta os principais resultados da atualização, para o ano de 2018, do indicador de assistência efetiva para os setores produtivos brasileiros. A assistência efetiva é definida como uma estimativa do valor líquido indiretamente recebido pelos produtores domésticos em função da proteção que as tarifas de importação provêm a esses produtores. A assistência efetiva setorial pode ser interpretada como uma estimativa do quanto a sociedade estaria “transferindo” para cada setor de atividade por meio do sobrepreço pago pelo produto vendido no mercado doméstico em função da existência de tarifas de importação.

A assistência efetiva provida aos setores produtores de bens agropecuários e industriais representou 16,0% do valor adicionado de livre comércio destes setores em 2018, ficando virtualmente estável em relação ao ano anterior.

No caso da indústria de transformação, o indicador subiu para 30,2% em 2018, ante 26,7% no ano anterior. Foi o percentual mais alto dos últimos quatro anos, sugerindo uma tendência de elevação. Com efeito, a indústria de transformação é a grande beneficiária da assistência efetiva. O setor agropecuário recebeu, em 2018, assistência equivalente a apenas 2,2% de seu valor adicionado, enquanto a indústria extrativa teve assistência negativa, de -1,8%.

O valor em reais (a preços constantes de 2018) da assistência efetiva provida aos setores produtores de bens agropecuários e industriais alcançou R$ 171,2 bilhões em 2018, o equivalente a 2,44% do PIB. Quase todo este montante beneficiou setores da indústria de transformação, com um total de R$ 166,2 bilhões em 2018, também com algum aumento em relação ao ano anterior, mas bem abaixo dos níveis registrados em 2010-2014. Em percentual do PIB, a assistência à indústria em 2018 foi de 2,37% do PIB.

Palavras-chave: Comércio internacional, matriz insumo-produto, tarifas de importação Brasil

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação