Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr SoundCloud
13/09/2021 10:26
td-banner

TD 2690 - Recuperação econômica e fechamento gradual do hiato: um exercício de consistência de médio e longo prazos

José Ronaldo de Castro Souza Júnior e Fabio Giambiagi /Rio de Janeiro, setembro de 2021    

Este artigo discute qual pode ser a trajetória da economia brasileira ao longo da década de 2020, particularmente na transição entre o período atual, de ociosidade da economia, e um período em que o aumento da capacidade de oferta pode voltar a ser determinante para o crescimento. Partindo do contexto criado pela recessão de 2020 causada pela pandemia do coronavírus – que resultou na ampliação do hiato do produto interno bruto (PIB) – e de uma discussão acerca das limitações que condicionarão o desempenho futuro da economia, apresenta-se o cenário traçado, explicando a sua lógica, os determinantes e as premissas adotadas. Isto posto, explicamos por que o padrão de recuperação do PIB potencial esperado para os próximos anos difere do verifi cado em ocasiões anteriores. Os números apresentados sugerem que o Brasil terá uma expansão modesta do PIB potencial no início da projeção, mas o crescimento da variável poderá se firmar progressivamente, com o aumento gradual da taxa de investimento e do crescimento da produtividade. Não obstante o baixo crescimento inicial do PIB potencial, o grau de ociosidade existente permitiria um crescimento médio do PIB da ordem de 2,5% ao ano (a.a.) entre o ano-base de 2021 e o fi nal da década – considerado o cenário proposto no artigo. Nesse cenário, o país chegaria ao fi nal da década com uma taxa de investimento de mais de 22% do PIB. Assim, se o país conseguir enfrentar o desafi o fi scal e implementar reformas que melhorem a produtividade, as perspectivas para a década serão bastante promissoras, depois da década extremamente negativa de 2010-2020.

Palavras-chave: produto potencial; hiato do produto; crescimento econômico; produtividade; cenário prospectivo.

This article discusses which may be the trajectory of the Brazilian economy over the 2020s, particularly in the transition from the current period when there is idle capacity in the economy to a period when the growth of supply capacity may again be crucial for growth. From the context created by the recession of 2020 caused by the coronavirus pandemic – which resulted in the expansion of the output gap – and a discussion of the limitations that will condition the future performance of the economy, we show the scenario outlined, explaining its logic, the determinants and the assumptions. That said, we explain why the pattern of potential GDP recovery expected in the coming years differs from that seen on previous occasions. The fi gures suggest that Brazil will have a modest expansion of potential GDP at the beginning of the projection, however, that the growth of the variable can be accelerated gradually with the gradual increase in the investment rate and productivity growth. Despite the low potential GDP initial growth, the degree of idleness would allow an average GDP growth of around 2.5% pa between the base year of 2021 and the end of the decade – considering the scenario proposed in the article. In this scenario, the country would reach the end of the decade with an investment rate of more than 22% of GDP. Thus, if the country manages to face the challenges of fi scal consolidation and the implementation of reforms that improve productivity and attract private investment, the prospects for the decade would be very promising, after the extremely negative decade of 2010/2020.

Keywords: potential output; output gap; economic growth; productivity; growth scenarios.

 

  acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento(2 MB)

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação