Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr SoundCloud
28/06/2021 14:58

Ipea: mercado de trabalho segue prejudicado, mas há chance de recuperação em 2021


Estudo com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) destaca alta de 25% no desalento e indica que os trabalhadores passam mais tempo na desocupação

Apesar da melhora da atividade econômica acima do esperado e do crescimento da população ocupada, o mercado de trabalho ainda sofre os efeitos da pandemia da covid-19, com alta no desemprego, subocupação e desalento, segundo análise sobre as perspectivas para 2021, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua). Em março, a taxa de desocupação ficou em 15,1%, ou 2,3 pontos percentuais acima do registrado no mesmo período de 2020. Mulheres, jovens e trabalhadores com ensino médio completo e incompleto foram os mais afetados pelo desemprego.

Saiba mais

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação