Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr SoundCloud
18/06/2021 14:23

Especialistas avaliam processo de adesão do Brasil à OCDE


Segundo webinar promovido pelo Ipea e pela USP reúne articulistas e acadêmicos

Dedicado inteiramente à edição especial da Revista Tempo do Mundo sobre Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o segundo webinar promovido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo (USP), na tarde desta quinta-feira (17), reuniu especialistas em nova rodada debates.

O editor da publicação e pesquisador do Ipea, Pedro Silva Barros, apresentou os artigos, com seus respectivos autores, que seriam debatidos ao longo do webinar. Ele destacou que um novo conjunto de números da revista, entre os quais o número que discute o ingresso do Brasil na OCDE, está sendo concebido para debater os temas centrais da política externa brasileira. “A prioridade é a entrada do Brasil na OCDE, que há temas correlatos que vão dando corpo a um conjunto de avaliações fundamentais para a missão institucional do Ipea, que é apoiar a análise e formulação de política pública e, ao mesmo tempo, articular o conhecimento da academia com os executores de política pública”, disse.

Para o coordenador geral do Grupo de Análise da Conjuntura Internacional da USP (GaCint), Alberto Pfeifer, a preocupação não é apenas acompanhar a formalização do ingresso do Brasil na Organização. “Nosso interesse é compreender a incorporação da agenda desenvolvida pela OCDE no nosso país e o desenrolar dessa agenda da parte de um saber brasileiro. Acreditamos que temos muito a colaborar nesse relacionamento”, considerou.

Otaviano Canuto apresentou o artigo, também incluído na revista, ‘O que o Brasil pode esperar da adesão à OCDE?’, de sua autoria em parceira com Tiago Ribeiro dos Santos. De acordo com Canuto, o artigo enfatiza o processo de adoção das instituições que são necessárias para garantir a entrada de um país à OCDE. “As evidências mostram que os países em que o grau de desenvolvimento em todos os aspectos chegou ao ponto máximo, as instituições são, não por acaso, aquelas como as da OCDE. Nós argumentamos que o processo de aproximação, para tornar o país um membro da OCDE, importa em si mesmo”, disse.

Canuto destacou ainda que, em seu artigo, ele e o co-autor chamam a atenção para o “risco do faz de conta”, ou seja, ter um país que não esteja de fato promovendo as mudanças necessárias para a ascensão do Brasil à OCDE. Para ele, as boas práticas de crescimento sustentável, por exemplo, não podem ser feitas apenas com o intuito de criar uma boa imagem e a mudança deve ser real.

José Guilherme Reis apresentou seu artigo ‘Adesão à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, Exportações e Investimentos – Uma Análise Exploratória’, escrito conjuntamente com André Soares. Para o autor, o artigo busca codificar, com base no conjunto de países que aderiram mais tardiamente – durante o processo de ampliação da OCDE –, o que aconteceu com algumas variáveis econômicas, como exportações e investimentos. “Como esse selo de qualidade ou o processo de adesão como um todo influenciou o comportamento dessas variáveis. O exercício quantitativo que fizemos foi comparar as experiências dos dez países que se tornaram membros plenos da OCDE a partir de 1990, de modo a averiguar se a membresia plena da instituição efetivamente implicou ganhos na atração de investimentos e no comércio externo”, explicou.

Já Daniel Marechal falou sobre o artigo escrito em conjunto com Ricardo Klinger Izidoro Lima e
Érico Rial Pinto da Rocha, intitulado ‘Arrangement e a Conjuntura Global de Apoio Oficial a Exportação - Perspectivas para a Política Brasileira’. Temas como ascensão de atores institucionais importantes, política nacional de crédito à exportação e implicações de uma eventual adesão do Brasil à OCDE foram debatidos durante a apresentação.

Para assistir a íntegra do debate:

https://www.youtube.com/watch?v=sXfG2YxHOlU

Assessoria de Imprensa e Comunicação
21 99256-5208 / 99959-2001
61 99427-4553
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação