Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
31/03/2021 12:00
td-banner

TD 2638 - Desenvolvimento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil

Tiago Santos Telles, José Eustáquio Ribeiro Vieira Filho, Ana Julia Righetto e Marina Ronchesel Ribeiro, Rio de Janeiro, março de 2021   


Em 2009, o Brasil se comprometeu com a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE). Desde então, instituiu-se a Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC). Em 2010, foi elaborado o Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (Plano ABC). Com as ações do Plano ABC buscou-se recuperar pastagens degradadas, expandir a adoção dos sistemas integrados de lavoura-pecuária-floresta, dos Sistemas Agroflorestais (SAFs) e do Sistema Plantio Direto (SPD), difundir a Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN), plantar florestas e tratar dejetos animais. Nesse contexto, este estudo tem por objetivo verificar as mudanças no uso da terra, o crescimento da produção agropecuária brasileira e o cumprimento das metas do Plano ABC. A partir dos resultados é possível constatar que os compromissos internacionais acordados pelo Brasil foram cumpridos. A expansão na adoção das tecnologias do Plano ABC atingiu 154% da meta; e a mitigação de CO2, o equivalente a 113% da meta. Todavia, a recuperação de pastagens degradadas e o tratamento de dejetos animais se apresentam como dois dos principais gargalos da questão produtiva e para agricultura de baixa emissão de carbono no Brasil. Em termos de mitigação, é necessário ampliar os investimentos na recuperação de pastagens degradadas e no tratamento de dejetos animais. Em síntese, os indicadores sinalizam que a agropecuária brasileira está cada vez mais centrada na sustentabilidade ambiental e no desenvolvimento de tecnologias de baixa emissão de carbono, que são poupadoras de recursos naturais.

Palavras-chave: agricultura; pecuária; recursos naturais; políticas públicas; sustentabilidade.

In 2009, Brazil has committed to reducing greenhouse gas (GHG) emissions. Since then, the National Policy on Climate Change has been instituted. In 2010, it was elaborated the Sector Plan for Mitigation and Adaptation to Climate Change for the consolidation of a Low-Carbon Economy in Agriculture (ABC Plan). The actions of the ABC Plan sought to recover degraded pastures, expand the adoption of integrated crop-livestock-forest systems, agroforestry systems, and the no-tillage system, spread biological nitrogen fixation, plant forests, and treat animal waste. In this context, this study aimed to verify changes in land use, the growth of Brazilian agricultural production and the fulfillment of the goals of the ABC Plan. From the results it is possible to verify that the international commitments agreed by Brazil were fulfilled. The expansion in the adoption of the ABC Plan technologies reached 154% of the target, and the equivalent CO2 mitigation 113% of the target. Howere, the recovery of degraded pastures and the treatment of animal waste are presented as the main barrier of the productive issue and for low carbon agriculture in Brazil. In terms of mitigation, it is necessary to increse investments in the recovery of degraded pastures and in the treatment of animal waste. In summary, the indicators demonstrate that Brazilian agriculture is increasingly focused on environmental sustainability and the development of low-carbon technologies, which are natural resources savers.

Keywords: agriculture; livestock; natural resources; public policy; sustainability.


  acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (2MB)

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação