Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
22/02/2021 16:47

Cartilha reúne informações sobre o Atlas do Estado Brasileiro


Publicação é um guia para a plataforma que reúne dados gerais sobre funcionalismo público nas três esferas de Poder, em todo o país

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) preparou uma cartilha do Atlas do Estado Brasileiro para facilitar o uso dessa plataforma virtual que reúne dados integrados sobre o funcionalismo público. No documento, elaborado pela Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest), o usuário poderá encontrar os tipos de dados disponíveis no Atlas, forma e frequência de atualização, e canais de contato com a equipe responsável pelo projeto.

Para Félix Lopez, pesquisador do Ipea e um dos coordenadores do Atlas, a cartilha tem por objetivo apresentar a plataforma e mostrar seu potencial. “A cartilha se soma ao esforço do instituto no desenvolvimento do Atlas e outros instrumentos semelhantes criados para discutir e qualificar políticas públicas no país”, destacou.

Na avaliação de Lopez, a plataforma cumpre um papel importante ao dar insumos, por meio de dados e análises, para o debate do setor público no país, em particular do funcionalismo, em todos os níveis. “O Atlas do Estado Brasileiro integra dados de diferentes bases, com séries que se iniciam em 1985, em um formato bem acessível para o público interessado”, ressaltou.

Banco de dados com informações sistematizadas sobre servidores públicos federais, estaduais e municipais, o Atlas do Estado Brasileiro engloba os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Boa parte do acesso da plataforma é feito por gestores públicos de todas as esferas e pesquisadores.

A partir do Atlas é possível saber, por exemplo, que uma das tendências observadas sobre a evolução do total de servidores públicos do país é a ampliação do número absoluto de funcionários. Essa tendência, de acordo com informações do Atlas, acompanhou o crescimento da população e o desenvolvimento econômico. No setor público, o total de vínculos entre 1986 e 2017 aumentou de cerca de 5,1 milhões para 11,4 milhões, registrando estabilidade ou leve queda a partir de 2014. Esse avanço desde a década de 1980 ocorreu sobretudo nos municípios.

De acordo com Lopez, o volume crescente de pesquisas que estão sendo originadas a partir do Atlas indica que seu papel tem se ampliado, especialmente nas discussões da reforma administrativa, que está tramitando no Legislativo.

Acesse a cartilha do Atlas

Acesse a plataforma do Atlas do Estado Brasileiro

Assessoria de Imprensa e Comunicação
61 2026-5136 / 5240 / 5191
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação