Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
08/09/2020 10:18
td-banner

TD 2580 - Estoque de capital fixo no Brasil: séries desagregadas anuais, trimestrais e mensais

José Ronaldo de Castro Souza Júnior e Felipe Moraes Cornelio, Rio de Janeiro, agosto de 2020 


A série histórica de estoque de capital é fundamental para estudos de crescimento econômico e para estimação do produto potencial – variável muito utilizada em análises de política macroeconômica –, por meio da função de produção. Uma das principais contribuições deste trabalho em relação aos já existentes é estimar o estoque de capital a partir de dados da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) desagregados por produto utilizando um detalhado levantamento e tratamento de dados históricos. Isso faz com que possíveis distorções decorrentes de mudança nos preços relativos e de mudanças na composição do investimento sejam capturadas com maior precisão, e as estimativas da depreciação e do investimento líquido fiquem mais acuradas. Para se obter dados desagregados dessa forma, foi necessário adequar informações de diferentes metodologias obtidas nas tabelas de recursos e usos (TRUs) e nas matrizes de insumo-produto (MIPs), bem como utilizar taxas de depreciação e tempo de vida útil em nível de produtos. Ao término, foram obtidas estimativas anuais das seguintes variáveis para o período de 1947 a 2017: estoque líquido de capital fixo; investimento líquido; taxa de investimento; taxa de depreciação; e relação capital/produto. Outra contribuição deste texto é a estimação de séries com frequências mais altas (trimestral e mensal), com dados atualizados até 2019 e compatíveis com o Sistema de Contas Nacionais (SCN) referência 2010, ampliando o escopo de aplicação das séries estimadas para análises de curto prazo da economia brasileira.

Palavras-chave: investimento; estoque de capital; Contas Nacionais.


Fixed Capital has a major role in economic growth literature and on the estimation of potential output using a production function – which is essential to design macroeconomic policy. One of the main contributions of this work, differently from the previous works, is to estimate the capital stock from a disaggregated perspective using Gross Fixed Capital Formation (GFCF) by product level throughout a detailed and historical treatment of the data from System of National Accounts (SNA). This methodology avoids distortions arise from changes in relative prices and changes in capital composition, capturing the real GFCF flows with precision and leading to better estimation of depreciation and net investment. In order to obtain a consistent and disaggregated time series of GFCF, it was necessary to adapt information from different methodologies obtained in the Supply and Uses Tables and in the Input-Output Tables (IO), as well as to use depreciation rates and life cycle in terms of products. At the end, annual estimates of the following variables were obtained for the period from 1947 to 2017: net fixed capital stock, net investment, investment rate, depreciation rate and capital/output ratio. Another contribution of this paper is the estimation of series with higher frequencies (quarterly and monthly), with data updated until 2019 and compatible with the SNA expanding the scope of application of the estimated series for short-run analysis.

Keywords: investment; capital stock; National Accounts.

 

  acesseAcesse o sumário executivo  acesseAcesse o documento (1.9 MB)

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação