Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
20/05/2020 12:00
td-banner

TD 2561 -Formalidade do Mercado de Trabalho e Produção Agrícola no Brasil  

Luan Vinicius Bernardelli, Gustavo Henrique Leite de Castro, José Rodrigo Gobi, Ednaldo Michellon e José Eustáquio Ribeiro Vieira Filho , Rio de Janeiro, maio de 2020

 

A modernização na agricultura possibilita inúmeros benefícios ao setor, como o aumento de produtividade, a redução dos custos de produção, a ampliação da qualidade nos produtos e, consequentemente, uma intensa mudança nas atividades dos trabalhadores. Nesse sentido, os impactos sociais, econômicos e demográficos desta mudança têm sido discutidos intensamente na literatura. Assim, este texto busca analisar o mercado formal de trabalho na agricultura e o respectivo impacto da modernização agrícola. Os dados utilizados foram coletados do censo agropecuário de 2017 e da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). O método empregado foi o dos mínimos quadrados ordinários (MQO) e o modelo de variáveis instrumentais (VI). Os resultados revelam que o aumento do número de máquinas e equipamentos está positivamente associado ao número de empregos formais, de ocupações totais e do rendimento na agricultura, assim como identificam uma associação positiva entre escolaridade, número de vínculos formais e rendimento.
O mercado de trabalho formal agrícola é uma área de estudos relevante na agricultura no Brasil, por se tratar de um tema com pequena abordagem na literatura e afetar milhões de trabalhadores que atuam na informalidade no país.

Palavras-chave: trabalho rural; rendimentos no campo; trabalho na agricultura; censo agropecuário.

Agriculture modernization provides many sector benefits, such as increasing productivity, reducing production costs and increasing product quality and, thus, an intensive change in worker’s activities. In this sense, the social, economic and demographic impacts of this change have been discussed intensively in the literature. In this sense, the paper objective is to analyse the formal labour market in agriculture and the respective impact of agricultural modernization. The data used were collected from the agricultural census of 2017 and from the Annual Social Information Report (RAIS). The method used was that of ordinary least squares (OLS) and the instrumental variable model (IV). The results indicate that the increase in the number of machines and equipment is positively associated with the number of formal jobs, total occupations and income in agriculture, as well as a positive association between schooling, number of formal ties and income. The formal labour market in agriculture is a relevant area of study in agriculture in Brazil because it is a topic with a small approach in the literature and affects millions of workers who work in the informality in the country.

Keywords: rural work; mechanization; income in the field; work in agriculture; agricultural census.

 

  acesseAcesse o sumário executivo  acesseAcesse o documento (1 MB)

 

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea