Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
06/05/2020 19:11

Webinário sobre papel da pesquisa e da estatística durante a pandemia marca retomada das atividades do Ipea ao público externo

 

Os interessados podem acompanhar a agenda de eventos pelo portal do Ipea

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) retomou, nesta quarta-feira (06), as atividades voltadas para o público externo por meio de encontros virtuais. Com o título Pandemia, Pesquisa e Estatísticas Públicas: Desafios e Perspectivas, o instituto promoveu hoje seu primeiro webinário desde a adoção das medidas de prevenção à pandemia de Covid-19. Seminários, oficinas e demais eventos presenciais em Brasília e no Rio de Janeiro estão suspensos desde março, por prazo indeterminado.

No seminário de hoje, o professor Pedro Luis do Nascimento Silva, da Escola Nacional de Ciências Estatísticas (Ence/IBGE) e pesquisador da Sociedade para o Desenvolvimento da Pesquisa Científica (SCIENCE) apresentou os principais desafios da pesquisa e da análise de estatísticas públicas produzidas durante a pandemia do Covid-19. O evento contou, ainda, com a participação da pesquisadora Ana Amélia Camarano, do Ipea, que fez uma homenagem a David Wu Tai, diretor de Informática do IBGE morto na semana passada vítima do novo coronavírus.

Dados oficiais divulgados na noite do último dia 05 de maio, pelo Ministério da Saúde, mostram que o país tem 114.715 casos confirmados do novo coronavírus, dos quais 7.921 são óbitos. Os números nacionais apontam para uma taxa de mortalidade de 6,9%. Na avaliação de Pedro Nascimento, há indícios de subnotificação tanto no número de infectados quanto no de óbitos. Uma das principais causas para isso seria a defasagem dos dados do Sistema de Informações de Mortalidade (DataSUS), cujo download de microdados está sem funcionar há semanas.

Além disso, no início da pandemia o governo utilizava dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), mantido pelo Ministério da Saúde no sistema de rede, e o IBGE, que tem a responsabilidade de recolher esse levantamento junto aos cartórios. “Ambos produzem dados com uma defesagem de tempo maior durante a pandemia”, esclareceu.

O professor chamou a atenção, ainda, para a falta de testes ou testagem aplicada somente em pacientes considerados graves e para gargalos na análise e perdas dos materiais colhidos para testagem. Ele defendeu a atualização e a revisão da infraestrutura pública responsável pela elaboração de estatísticas oficiais e a adoção de medidas de combate à doença a partir de informações precisas e relevantes. “Somente com evidências sólidas e bem analisadas será possível definir melhor os próximos passos”, afirmou.

Novas atividades virtuais serão promovidas pelo Ipea enquanto durarem as medidas de prevenção à pandemia de Covid19. Para mais informações, acompanhe a Agenda de Eventos em www.ipea.gov.br e siga o Instituto nas redes sociais.

Acesse os slides da apresentação de Pedro Luis do Nascimento Silva 

Assessoria de Imprensa e Comunicação
21 98556-3093
61 99427-4553
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea