Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td

TD 2110 - Uma Análise dos Rendimentos do Trabalho entre Indivíduos com Ensino Superior no Brasil

Maurício Cortez Reis e Danielle Carusi Machado/ Brasília, julho de 2015

 

Este texto tem como objetivo analisar o mercado de trabalho para indivíduos que concluíram o ensino superior no Brasil, usando dados do Censo de 2010. A desigualdade de rendimentos entre os trabalhadores brasileiros de nível superior é extremamente elevada. De acordo com os resultados encontrados, um dos fatores que contribui para isso é a acentuada disparidade nos rendimentos do trabalho entre as áreas de formação profissional. Além disso, uma parcela dos trabalhadores com nível superior no Brasil atua em ocupações sem relação com a área de formação, e as evidências indicam que quanto maior o grau de desajuste entre a formação e a ocupação maior tende a ser a penalidade sobre os rendimentos. Os resultados mostram também que a influência desses fatores varia substancialmente ao longo da distribuição de rendimentos do trabalho.

Palavras-chave: educação superior; áreas de formação; rendimentos do trabalho; ocupação.

This paper provides an analysis of the labor market for individuals with tertiary education in Brazil using data from the 2010 Census. Labor earnings inequality is remarkable among Brazilian workers with a bachelor’s degree. Evidence indicates that heterogeneous returns across fields of study and mismatches between the individuals’ occupations and their fields of study help to explain part of the labor earnings disparities among workers with tertiary education in Brazil. Also according to the results, the estimated effects associated with these elements seem to be quite different across the labor earnings distribution.

Keywords: tertiary education; fields of study; labor earnings; occupation.

 

  

acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (700 kB) 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação