Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr SoundCloud
topo td_antigos

TD 0163 - Relação Capital-Produto Incremental: Estimativas para o Período 1948/87

Armando Castelar Pinheiro e Virene Matesco / Rio de Janeiro, março de 1989

Utiliza um novo método para calcular a relação capital-produto incremental, abrangendo o período 1948/87. A metodologia leva em consideração, entre outras variáveis, o grau de utilização da capacidade instalada da economia brasileira. Observa-se uma queda na qualidade do investimento agregado, devido à crescente participação do ítem construção civil, em detrimento do de máquinas e equipamentos, no total do investimento. Discute-se, a partir do conhecimento da relação capital-produto histórica da economia brasileira, cenários alternativos para o nível requerido de investimento agregado, que deverá prevalecer nos anos à frente. Observa-se, ainda, que a queda na acumulação real de capital se deve não apenas à redução da poupança interna mas também ao fato de os preços dos bens de investimento terem tido um crescimento mais acentuado em relação ao deflator implícito do PIB

 

acesseAcesse o documento (1.49Mb)          

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente – Assessoria de Imprensa e Comunicação