Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
15/04/2010 14:54

Previsão para 2010 é de crescimento superior a 5,5% 
Dimac do Ipea divulga nota com estimativas de PIB, saldo em transações correntes e inflação

Além da Carta de Conjuntura e da Avaliação das Previsões Macroeconômicas de 2009, a Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea apresentou nesta quinta-feira a nota Previsões Macroeconômicas para 2010. O texto traz estimativas de desempenho da economia brasileira referentes a três variáveis: crescimento econômico (variação real do PIB); inflação (variação real do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA); e saldo em transações correntes.
 
O Instituto usualmente divulga as previsões macroeconômicas no primeiro quadrimestre do ano, e todas elas são feitas no formato de faixa de resultados. Ou seja, não é apresentado um número apenas, mas um intervalo. Novas previsões podem ser realizadas ao longo do ano, caso a evolução do quadro macroeconômico invalide as análises feitas no primeiro quadrimestre.
 
O Grupo de Análise e Previsões do Ipea aponta uma expectativa de crescimento do PIB, em 2010, da ordem de 5,5% a 6,5%. "Da expansão média prevista para este ano, quase a metade já estaria garantida, mesmo com o PIB ficando estagnado no nível dessazonalizado do quarto trimestre de 2009", acrescenta a nota. Em relação ao saldo em transações correntes, a estimativa é de forte redução no comparativo com 2009, e o IPCA deve ficar na faixa de 4% a 5%.
 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea