Arquivo da tag: VA do setor agropecuário

Projeção do valor adicionado do setor agropecuário para 2021 e 2022

Por Pedro M. Garcia, José Ronaldo de C. Souza Jr. e Fabio Servo

A Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac) do Ipea revisou a estimativa de crescimento do valor adicionado (VA) do setor agropecuário de 2021 de 1,7% (como divulgado na Nota no 18 da Carta de Conjuntura no 52) para 1,2%. Os principais motivos para esse ajuste são os seguintes: as reduções nas esti- mativas do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de produtividade e produção no mi- lho; e um cenário menos favorável para a produção de leite em função do aumento dos custos de produção.

Para 2022, a Dimac elevou a previsão de crescimento do VA do setor agropecuário para 3,4%, ante 3,3% divulgado anteriormente. Os principais fatores determi- nantes dessa perspectiva positiva para o ano que vem são: as expectativas de cres- cimento em culturas importantes como soja e milho – com base nos prognósticos iniciais da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); de recuperação do crescimento da produção de bovinos, após dois anos consecutivos de queda; e por nova alta estimada para a produção de suínos.

Gráficos 1 e 3

Acesse o texto completo



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Projeção do valor adicionado do setor agropecuário para 2021 e 2022

Por Pedro M. Garcia, Fabio Servo e José Ronaldo de C. Souza Jr.

A Dimac do Ipea, com base nas projeções para 2021 do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do IBGE, e em projeções próprias para a pecuária, a partir dos dados da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais, da Produção de Ovos de Galinha e Leite, revisou a estimativa de crescimento do valor adicionado (VA) do setor agropecuário de 2021 de 2,6% (como divulgado na Nota no 30 da Carta de Conjuntura no 51) para 1,7%. Os principais motivos para esse ajuste nas projeções são a redução nas estimativas de produtividade e produção de culturas importantes – como a do milho – e um cenário pior para a produção de bovinos – em função de surpresas negativas nos dados mais recentes.

Para 2022, baseada nos prognósticos iniciais da Conab para alguns segmentos da produção vegetal e em projeções próprias para a produção animal, a Dimac prevê um crescimento de 3,3% para o VA do setor agropecuário. Os principais fatores determinantes dessa perspectiva positiva para o ano que vem são as expectativas de crescimento em culturas importantes como soja e milho e de recuperação para a produção de bovinos, após dois anos consecutivos de queda na produção.

Acesse o texto completo



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------