Arquivo da tag: Concessões

Desempenho recente do mercado de crédito

Por Francisco E. de Luna A. Santos

Os saldos para PF e recursos livres mostram crescimento próximo de 10% em termos reais nos últimos doze meses, e estagnação dos segmentos de pessoa jurídica (PJ) e da categoria recursos direcionados. Em contrapartida, olhando as novas concessões, observamos queda maior no segmento de PF, em especial as concessões para crédito consignado total e no crédito pessoal total.

A análise dos últimos dados mostra que não houve aumento relevante no comprometimento de renda e nas taxas de juros, ainda que ambos permaneçam em níveis altos, e discreto aumento na inadimplência para pessoas físicas (PFs).

Tais observações não alteram a análise prospectiva do mercado de crédito para 2022, em que esperamos um crescimento limitado no ano com oscilações em alguns períodos. No entanto, medidas regulatórias em curso, relacionadas ao fortalecimento das garantias e à securitização, fornecem suporte importante para o crescimento estrutural e sustentável do mercado de crédito.

Acesse o texto completo



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Desempenho recente do mercado de crédito

Por Francisco E. de Luna A. Santos

O saldo total de empréstimos no Sistema Financeiro Nacional (SFN) como porcentagem do produto interno bruto (PIB) atingiu 54% em dezembro de 2021, o que representa um aumento de 0,1 ponto percentual (p.p.) em relação a dezembro de 2020. Em termos reais, o crescimento do saldo da carteira de pessoa física (PF) foi maior do que o crescimento da carteira de pessoa jurídica (PJ) em 2021.

Os atuais indicadores sugerem um mercado de crédito menos dinâmico em 2022. Os níveis de inadimplência, por exemplo, ainda estão confortáveis, apesar do aumento recente na inadimplência para PF e o aumento em categorias específicas. No entanto, o comprometimento da renda e níveis de endividamento se encontram em patamares historicamente altos e em trajetória de crescimento no último trimestre. E as taxas de juros mantiveram trajetória de crescimento. Além disso, chama a atenção a queda nas concessões no último trimestre de 2021 tanto em PF quanto em PJ e preocupa o fato de que há aumento em concessões com taxas de juros maiores, de crédito rotativo.

Acreditamos que a evolução macroeconômica será determinante para o mercado de crédito em 2022, ou seja, a trajetória esperada para o crédito dependerá das surpresas positivas ou negativas da atividade econômica e das principais variáveis, como inflação, juros e câmbio.

Acesse o texto completo



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------