Nível de Concorrência no Brasil: problema complexo e resposta simples?

Nível de Concorrência no Brasil: problema complexo e resposta simples?

Radar nº 51 - Junho de 2017

Uma crítica recorrente à economia brasileira é seu baixo nível de concorrência. Embora existam motivos que justifiquem essa máxima, é necessário qualificar essa interpretação. Porém, não há indicador que sintetize as diferentes dimensões envolvidas na avaliação do nível de concorrência da economia de forma agregada. Com o objetivo de contribuir para esse debate, neste artigo será apresentada uma lista de indicadores, elaborada com base em publicações acadêmicas e relatórios de organismos de defesa da concorrência e de instituições internacionais. Em seguida, considerando que a comparação entre indicadores e entre países permite avaliação mais acurada da questão, serão apresentados resultados disponíveis para o Brasil e para os Estados Unidos. O quadro obtido explicita a heterogeneidade dos indicadores e aponta que a avaliação do nível de concorrência da economia depende sobremaneira do indicador utilizado. Consequentemente, proposições de política pública para contornar o problema da concorrência devem ser avaliadas com parcimônia.

Palavras-chave: Indicador de concorrência; Brasil; Estados Unidos. 

Autores: Gabriel Squeff e Pedro Miranda

   
icon pdf Acesse o artigo completo em PDF
icon pdf Acesse os gráficos em EXCEL