O Que Fazem os Engenheiros sem Carteira Assinada? Situação ocupacional dos formados em engenharia a partir dos censos de 2010 e 2000

O Que Fazem os Engenheiros sem Carteira Assinada? Situação ocupacional dos formados em engenharia a partir dos censos de 2010 e 2000

Radar nº 43 - Fevereiro de 2016

A tese de doutorado intitulada Trajetórias Ocupacionais de Engenheiros Jovens no Brasil (Araújo, 2016) mapeou as 9.041 trajetórias ocupacionais de jovens engenheiros como empregados formais no Brasil, entre 2003 e 2012, utilizando a Relação Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho e Previdência Social (Rais/MTPS). Entretanto, apesar das virtudes e das possiblidades da Rais, ela não consegue capturar a situação ocupacional daqueles que não trabalham como empregados com carteira assinada.

A fim de lançar luz sobre esse problema, este artigo tem por objetivo detalhar o perfil ocupacional dos profissionais formados em engenharia a partir do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A conclusão é que, de fato, a maior parte dos engenheiros trabalha no mercado formal com carteira assinada, mas há uma parcela relevante desses profissionais que trabalha como conta-própria e empregadores. A informalidade (trabalho sem carteira assinada) é relativamente baixa entre os engenheiros. Consoante com Menezes-Filho (2012), ainda que os filtros empregados neste trabalho sejam diferentes, verificou-se que a taxa de desemprego dos engenheiros é baixa.

Autor: Bruno César Araújo

   
icon pdf Acesse o artigo completo em PDF