Alternativas para a Infraestrutura Aeroportuária em São Paulo

Alternativas para a Infraestrutura Aeroportuária em São Paulo

Radar nº 18 - Fevereiro de 2012

A provisão de infraestrutura aeroportuária no Brasil está a cargo do poder público (e, em sua maior parte, da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – Infraero). A primeira exceção de vulto foi a concessão do novo aeroporto de Natal, o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante – Asga (ANAC, 2011). Um novo cenário se avizinha, com as concessões de grandes aeroportos nos próximos meses. Estas concessões foram as saídas encontradas pelo governo para tentar minimizar os problemas decorrentes da falta de infraestrutura aeroportuária.

Estudo do Ipea (CAMPOS NETO e SOUZA, 2011) alertava para o problema, destacando que a Infraero não vinha conseguindo realizar suas propostas orçamentárias e, mesmo que conseguisse, isto possivelmente não seria suficiente. O ano de 2011 se encerrou, e verificou-se que realmente a Infraero não realizou os investimentos programados.

Autor: Erivelton Pires Guedes

   
icon pdf Acesse o artigo completo em PDF