Brasília, 18/08/2019 - 00:27
Logo Ipea
 
Transporte marítimo PDF Imprimir
09/12/2009 13:27

Transporte marítimo

O transporte aquaviário ainda aproveita pouco do seu potencial, mas tem apresentado um crescimento acima do crescimento econômico. Segundo dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), entre 2003 e 2009 houve um crescimento médio anual de 7% neste modo de transporte. Entretanto, tal crescimento foi devido principalmente ao comércio exterior. A movimentação de carga de cabotagem cresceu no mesmo período a uma razão de 3% ao ano.

Em relação ao transporte nacional, e principalmente ao internacional, dos produtos comercializados, o contêiner passa a ser identificado como um meio seguro e eficiente para os bens transportados. De acordo com os dados da ANTAQ, a evolução da movimentação total de contêineres de 2005 a 2009 foi positiva, de modo que a movimentação total por quantidade de contêineres teve um aumento de 7%, chegando a 3.865.547 em 2009. O peso total movimentado passou de 54.963.489 para 65.393.665 toneladas, o que representa um aumento de aproximadamente 16%. A seguir, o mapa identifica as unidades da Federação em relação ao peso movimentado total em contêineres em 2009.

MAPA 43

Movimentação total de carga (em toneladas) nos portos organizados e terminais privativos por UF – 2007

Fonte: Anuário Estatístico Portuário – Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), a partir das administrações portuárias.

Fonte: Anuário Estatístico Portuário – Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), a partir das administrações portuárias.

Nota: 1 Soma do granel sólido, granel líquido e da carga geral.

MAPA 44

Movimentação total de contêineres, nos portos organizados e terminais privativos por peso (ton.), por UF – 2009

mapa44

Fonte: ANTAQ.

 

TABELA 19

Movimentação total de contêineres, nos portos organizados e terminais privativos por peso (ton.), por regiões e UFs – Brasil, 2009

 

Região/UF

Peso total (ton.)

T E U1 total

Quantidade total

Norte

3.029.394

320.589

192.856

Rondônia

Acre

Amazonas

2.467.813

244.463

147.367

Roraima

Pará

560.363

75.979

45.412

Amapá

1.218

147

77

Tocantins

Nordeste

7.592.668

700.707

447.056

Maranhão

33.005

3.177

2.147

Piauí

Ceará

1.815.449

188.213

121.181

Rio Grande do Norte

128.552

15.046

8.008

Paraíba

Pernambuco

3.046.340

242.765

162.496

Alagoas

81.547

7.302

3.656

Sergipe

Bahia

2.487.775

244.204

149.568

Sudeste

34.720.884

3.021.920

2.009.124

Minas Gerais

Espírito Santo

2.853.551

209.096

152.989

Rio de Janeiro

6.823.543

556.962

382.520

São Paulo

25.043.790

2.255.862

1.473.615

Sul

20.050.719

2.064.772

1.216.511

Paraná

5.718.220

630.597

359.251

Santa Catarina

8.132.192

804.495

480.180

Rio Grande do Sul

6.200.307

629.680

377.080

Centro-Oeste

Mato Grosso do Sul

Mato Grosso

Goiás

Distrito Federal

Brasil

65.393.665

6.107.988

3.865.547

Fonte: Anuário Portuário – ANTAQ.

Nota: 1 Twenty-foot Equivalent Unit - unidade de 20 pés ou equivalente.

 Se você quiser navegar interativamente neste mapa, viste o IpeaMapas em http://mapas.ipea.gov.br

Caso queira visualizar as tabelas referentes a este assunto clique em Downloads. 

Última atualização em 10/05/2012 17:11
 

Novidades
NOVIDADES

Copyright 2009 Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada