O PERÍODO DE TRANSIÇÃO DO MERCOSUL E O SETOR PRIMÁRIO

Yves Chaloult, Guillermo Hillcoat

Resumo


A instituição do Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) é uma experiência inovadora no processo de integração latino-americana, ao se produzir num contexto de liberalização comercial e abertura unilateral das nações que o integram. Seja pela proximidade geográfica, seja pelas vantagens comparativas e competitividade dos países-membros, as trocas comerciais, com destaque para os produtos agropecuários e agroalimentares, aumentaram sensivelmente durante o período de transição do MERCOSUL (1991—1994). Contudo, ao atingir produtos e particularidades sensíveis entre os parceiros, a regionalização do Cone Sul depara-se com obstáculos próprios de uma integração econômica e política. São necessários mecanismos de compensação, harmonização e democratização para que o bloco se consolide e se projete na América do Sul.


Palavras-chave


MERCOSUL; SETOR PRIMÁRIO

Texto completo:

PDF