Twitter
Youtube
facebook
LinkedIn
Slideshare

 

topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 1588 - Propriedades Dinâmicas de Um Modelo DSGE Com Parametrizações Alternativas Para o Brasil

Marco A. F. H. Cavalcanti e Luciano Vereda / Rio de Janeiro, março de 2011  

O objetivo deste texto é analisar as propriedades dinâmicas de um modelo Dinâmico Estocástico de Equilíbrio Geral  - Dynamic Stochastic General Equilibrium (DSGE)  - para o Brasil, sob parametrizações alternativas do modelo. Inicialmente, apresenta-se uma revisão cuidadosa da literatura, de modo a identificar "faixas admissíveis" de valores para alguns dos principais parâmetros encontrados na classe de modelos DSGE. Em seguida, calculam-se funções de resposta a impulso (FRI) de interesse, sob diversas parametrizações do modelo. Em uma primeira etapa, as FRIs são calculadas variando-se o valor de alguns parâmetros de interesse, um de cada vez, de modo a analisar a sensibilidade das FRIs a cada parâmetro tomado isoladamente. Em uma segunda etapa, realiza-se uma análise de "sensibilidade global" das FRIs do modelo: i) sorteiam-se valores para cada parâmetro do modelo dentro das faixas de valores admissíveis identificadas previamente; ii) calculam-se FRIs para os choques de interesse; iii) repetindo tal procedimento um número grande de vezes, obtêm-se "intervalos de confiança" para as FRIs desejadas. De acordo com os resultados obtidos, as respostas de algumas das principais variáveis macroeconômicas aos choques analisados são compatíveis com fatos estilizados para a economia brasileira e são razoavelmente robustas à escolha dos parâmetros estruturais do modelo no que se refere a seu timing, mas não no que diz respeito à sua magnitude.

This paper analyzes the dynamic properties of a DSGE model for Brazil, under alternative model parameterizations. First, we carefully review the literature in order to identify "admissible ranges" for the model`s parameters. We then calculate selected impulse response functions (IRF) under various model parameterizations. We first analyze the sensitivity of IRFs to some of the model`s parameters taken one at a time. We later analyze the model`s IRFs "global sensitivity": i) we randomly draw parameter values from the "admissible ranges" previously identified; ii) we calculate impulse response functions for selected variables and shocks under each draw; iii) by repeating this procedure many times, we obtain "confidence intervals" for the desired IRFs.According to our results, responses by some of the main macroeconomic variables to the selected shocks are compatible with stylized facts for the Brazilian economy and are reasonably robust to the choice of structural parameters with regard to their timing,but not their magnitude.

 

acesseAcesse o documento (917KB)        

Surplus Labor and Industrialization</strong


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea