Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 1457 - Diferencial de Salários entre os Setores Público e Privado: Uma Resenha da Literatura

Ana Luiza Neves de Holanda / Rio de Janeiro, dezembro 2009

A literatura empírica sobre diferencial de salários entre os setores público e privado no Brasil apresenta evidências de que os trabalhadores do setor público recebem, em média, maiores salários do que os trabalhadores do setor privado. Ainda que pouco explorada no que diz respeito aos fatores determinantes na escolha setorial feita pelo trabalhador, os resultados apresentados na literatura nacional são importantes para um melhor conhecimento das características do mercado de trabalho do país. Este artigo apresenta uma resenha sobre o diferencial de salários entre os trabalhadores dos setores público e privado com base em três enfoques. O primeiro é a apresentação de forma sistematizada dos principais estudos empíricos realizados para o caso brasileiro.O segundo enfoque trata da correção de viés de autosseleção dos trabalhadores, metodologia muito utilizada na literatura sobre diferencial de salários. Em particular, serão apresentados alguns trabalhos que tratam do problema de autosseleção dos trabalhadores no contexto de diferencial entre rendimentos dos trabalhadores dos setores formal e informal no mercado de trabalho brasileiro. A maior parte dos modelos utilizados neste contexto são os modelos de regressão com mudança endógena (endogenous switching regression). A diversidade de aspectos sobre o tema diferencial de salários público e privado na literatura internacional torna complexa a tarefa de sistematizá-la. Nessa literatura, um número pouco desprezível de estudos sobre diferencial de rendimentos entre os setores público e privado tem se dedicado a estimar esse diferencial com um controle do viés de seleção dos trabalhadores. Os principais resultados dessa literatura são apresentados com o intuito de se ter uma base de comparação para futuros trabalhos sobre diferencial salarial entre os setores público e privado com correção de viés de autosseleção aplicados ao caso brasileiro, além de servir como base para novos tópicos na agenda de pesquisa.

The empirical evidence related to the public-private wage gap in Brazil indicates that workers from the Brazilian public sector earn, on average, higher wages than the private sector ones. This paper surveys three literatures related to this topic. First, it surveys the main studies related to public-private wage gap in Brazil. Second, it surveys the methods used in the literature to correct the problem of self-selection bias from workers, focusing primarily on studies about the Brazilian formal-informal wage gap. Most models used in this context are endogenous switching regression models. Finally, it attempts to map the great variety of international studies which estimate the public-private wage gap based on the controlled selection bias. The main results of the latter are presented in order to serve as basis for future studies about the public-private wage gap in Brazil.

 


acesseAcesse o documento (284.56 Kb)          

   

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea