Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 1263 - A Desigualdade de Renda no Brasil Encontra-se Subestimada? Uma Análise Comparativa com Base na PNAD, na POF e nas Contas Nacionais

Ricardo Paes de Barros, Samir Cury e Gabriel Ulyssea / Rio de Janeiro, março de 2007

O objetivo deste artigo é investigar a magnitude da subestimação da renda das famílias obtida a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) e seu potencial impacto sobre a aferição do nível e da evolução da desigualdade de renda brasileira. Para tanto, é feita uma análise comparativa das informações da Pnad com as da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) e do Sistema de Contas Nacionais (SCN). A análise é feita em três etapas. Primeiro, avaliamos o grau de subestimação da renda total das famílias por parte da Pnad. Segundo, simulamos os impactos dessa subestimação sobre a aferição do grau de desigualdade de renda. Por fim, analisamos em que medida a subestimação do nível de desigualdade afeta a estimação da variação no grau de desigualdade entre 2001 e 2003. Entre os resultados obtidos, temos que, embora o grau de subestimação da renda das famílias na Pnad seja significativo, o grau de subestimação da desigualdade é bastante reduzido. Além disso, não encontramos evidências de que a subestimação da renda familiar por parte da Pnad tenha levado a uma superestimação da recente queda na desigualdade no país.

This paper aims to investigate the magnitude of the underestimation of household income by the Pnad and its potential effects on the measurement of the level and the evolution of Brazilian income inequality. For that, we compare the data from Pnad with the data from the Household Expenditure Survey (POF) and the National Accounting System (NAS). The analysis is made in three steps. First, we evaluate the underestimation degree of total household income by the Pnad. Second, we simulate the impacts of this underestimation on income inequality measurement. Finally, we analyze in what extent household income underestimation affects the estimation of income inequality variation between 2001 and 2003. The results suggest that even though household income underestimation by the Pnad is high, income inequality underestimation is not substantial. Additionally, we find no evidence that household income underestimation by the Pnad implies an overestimation of the income inequality fall in the recent period.



acesseAcesse o documento (358.56 Kb)     

    

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea