Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 1261 - Segmentação no Mercado de Trabalho e Desigualdade de Rendimentos no Brasil: Uma Análise Empírica

Gabriel Ulyssea / Rio de Janeiro, fevereiro de 2007

O objetivo deste artigo é analisar os determinantes da evolução da desigualdade de rendimentos do trabalho no Brasil ao longo do período 1995-2005 e, em particular, no período 2001-2005. O artigo se concentra no papel desempenhado por três formas básicas de segmentação no mercado de trabalho: espacial, setorial e formalinformal. Para tanto, utiliza-se uma metodologia simples de análise contrafactual, baseada em um método paramétrico que remonta à literatura relacionada ao trabalho de Juhn, Murphy e Pierce (1993). Os resultados mostram que o efeito-preço total teve um papel importante na queda da desigualdade de rendimentos observada no período como um todo, sendo que esse efeito acentuou-se no período mais recente. Dentre os aspectos relativos à segmentação do mercado de trabalho, aquele que certamente apresenta maior importância relativa é o diferencial existente entre trabalhadores formais e informais.

This paper aims to analyze the determinants of wage inequality evolution in Brazil in the 1995-2005 period and, in particular, in the 2001-2005 period. The paper focus on the role played by three basic forms of labor market segmentation: spatial, activity sector and formal-informal. For that, I perform a simple counterfactual analysis based on a parametric method that relates to the work of Juhn, Murphy and Pierce (1993). The results show that the total price-effect is important to explain the wage inequality fall observed in the entire period, and especially important in the more recent period. Among the different aspects of labor market segmentation, the most important one in relative terms is the wage gap between formal and informal workers. 



acesseAcesse o documento (339.26 Kb)   

   

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea