Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 1139 - Ciclo Comum na Indústria Regional

José Henrique Dias de Carvalho, Alexandre X. de Carvalho e Roberto de Góes Ellery Júnior / Brasília, dezembro de 2005

O trabalho comprova a existência de um componente comum não observado dirigindo a taxa de crescimento da indústria em oito estados brasileiros. Com dados da produção industrial regional, a regressão multivariada com vetor auto-regressivo e mudança de Markov (MS-VAR), obtiveram-se resultados semelhantes ao do modelo de mudança de Markov com dados da produção brasileira agregada, e comprovou-se a capacidade de os dados regionais em conjunto seguirem o padrão geral. Observou-se, também, que a mudança da taxa de crescimento devido ao regime comum é comprovada para todos os estados, com exceção do Rio de Janeiro. Os Estados de Minas Gerais e de São Paulo apresentam resultados mais robustos, sendo os mais afetados pelo ciclo comum. As transições entre os regimes de recessão e expansão apresentaram-se importantes para previsão das taxas de crescimento da indústria nacional e dos estados, com exceção, novamente, do Rio de Janeiro. Nesse estado, o peso da indústria extrativa, que segue padrão distinto, pode explicar esse comportamento.

 

acesseAcesse o documento (256.14 Kb)          

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea