Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 1137 - A Face Feminina da Pobreza: Sobre-Representação e Feminização da Pobreza no Brasil

Joana Simões Costa, Luana Pinheiro, Marcelo Medeiros e Cristina Queiroz / Brasília, novembro de 2005

O objetivo deste estudo é avaliar a hipótese de que houve feminização da pobreza no Brasil ao longo do período 1983-2003, bem como se há uma sobre-representação feminina na pobreza. Cabe ressaltar que a sobre-representação e a feminização são fenômenos relacionados, porém, distintos. Enquanto o primeiro diz respeito à constatação de uma maior pobreza entre as mulheres ou famílias por elas chefiadas em um determinado momento, o segundo refere-se a mudanças ocorrendo entre dois pontos na história. A partir de testes baseados em seis definições de feminização da pobreza, não se encontrou, de um modo geral, qualquer indício consistente que pudesse caracterizar esse fenômeno. O mesmo se deu com os testes de sobre-representação, com exceção dos domicílios chefiados por mulheres com filhos. Por fim, sob a hipótese de distribuição intradomiciliar desigual dos recursos, permanece o resultado de inexistência de um processo de feminização, mas constata-se uma sobre-representação de mulheres entre os pobres.

In this article we discuss the concepts of over-representation in poverty and feminization of poverty. Considering six definitions for feminization of poverty we test whether this process has been happening in Brazil from 1983 to 2003. Our results show no support for a consistent process of feminization of poverty during this time; however, female headed households with children are over-represented among the poor. When we consider simulations for unequal intra-household distribution, even though we found women over-represented among the poor, there was no evidence of a feminization of poverty in the period analyzed.

 

acesseAcesse o documento (350.81 Kb)          

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea