Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 1052 - O Vermelho e o Negro: Raça e Gênero na Universidade Brasileira - Uma Análise da Seletividade das Carreiras a Partir dos Censos Demográficos de 1960 a 2000.

Kaizô Iwakami Beltrão e Moema De Poli Teixeira / Rio de Janeiro, outubro de 2004

Este trabalho acompanha a população de nível superior no Brasil desde o Censo de1960 até o Censo de 2000, a partir das variáveis de sexo e cor, procurando identificaras tendências de crescimento na participação de mulheres e de pretos e pardos nasdiferentes carreiras universitárias.Estudos recentes têm apontado para a segmentação desse mercado universitáriotanto para as mulheres [Bourdieu (1999)] quanto para os negros [Teixeira (1998),Queiroz (2000) e Guimarães e Prandi (2001)].Este texto pretende verificar as duas tendências no tempo, buscando observar seelas seguem ou não um mesmo padrão de seleção social e hierarquização nos moldesdos determinantes socioeconômicos constatados por Ribeiro e Klein (1982) nos anos1980.O que se conclui é que sim, existe uma certa coincidência entre as trajetórias deacesso das mulheres e dos grupos de cor/raça socialmente menos privilegiados. Oscaminhos que representam exceções para os homens pretos e pardos são os mesmosconsiderados por Julien Sorel na obra de Stendhal: O vermelho (carreira militar ?Defesa Nacional) e o negro (carreira eclesiástica ? Teologia).

The work follows the population with an undergraduate degree in Brazil since the1960 Census until the year 2000. It also considers the variables sex and color/race,trying to identify the trends in the participation of women as well as Blacks and theMixed-race population in the different university careers. Recent studies have noteda gender segmentation of the undergraduate market (Bourdieu, 1999) as well as arace segregation of the careers [Teixeira (1998), Queiroz (2000), Guimarães andPrandi (2001)]. This text intends to observe these two trends in time, checking ifthey present (or not) a common pattern of social selection and pecking order, similarto the socio-economic determinant pattern found by Ribeiro and Klein (1982) in the1980s. The conclusion is that there is, to a certain extent, a coincidence among thepaths of women and the less privileged racial/color groups in Brazil. The exceptionsfor Black and Mixed-race males are the same ones cogitated by Julien Sorel inStendhal: Le Rouge (Red ? a military career) and le Noir (Black ? an ecclesiasticcareer).

 

acesseAcesse o documento (710.77 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea