Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0991 - A Formação da ALCA e seu Impacto no Potencial Exportador Brasileiro para os Mercados dos Estados Unidos e do Canadá

João Alberto De Negri, Jorge Saba Arbache e Maria Luisa Falcão Silva / Brasília, outubro de 2003

Este estudo tem dois objetivos. O primeiro é calcular o equivalente ad valorem das tarifas específicas que são cobradas sobre os produtos exportados para os Estados Unido se o Canadá. O segundo objetivo é quantificar o impacto sobre as exportações brasileiras para esses mercados decorrente da formação de uma zona de livre comércio nas Américas em que as barreiras tarifárias (tarifas e tarifas específicas) caíssem a zero.As estatísticas descritivas mostraram que as tarifas específicas têm efeitos restritivos ao comércio mais relevantes que os das tarifas em geral. Para os Estados Unidos, a média da alíquota da tarifa para os produtos em que não há incidência de tarifas específicas é de 4,62%, bastante inferior à média do equivalente ad valorem das tarifas específicas, que é de 15,07%. A média do equivalente tarifário das tarifas específicas do Canadá foi de 63,11%, e a média das tarifas foi de 4,4%. A formação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca) e a eliminação completa das tarifas e das tarifas específicas representariam um aumento das exportações brasileiras de U$ 699 milhões para o mercado dos Estados Unidos, e de U$ 53,7 milhões para o mercado do Canadá. Isso significaria um aumento de 4,34% e 5,04%, respectivamente, sobre o total médio exportado pelo Brasil no período de 1998-2000 para ambos os países. Entretanto, o aumento das exportações que resultaria da formação da Alca não seria verificado de forma generalizada em toda a pauta de exportações do Brasil para os dois mercados - muito pelo contrário, o aumento das exportações brasileiras seria observado em um conjunto restrito de produtos, os quais deveriam ser considerados como prioritários para o Brasil nas negociações. No caso dos Estados Unidos, 150 linhas tarifárias representam 90% do potencial total de aumento das exportações. Para o Canadá, apenas 80 linhas tarifárias representam esses mesmos 90%.

 

acesseAcesse o documento (260.09 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea