Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0989 - Uma Agenda Pós-liberal de Desenvolvimento para o Brasil

Armando Castelar Pinheiro / Rio de Janeiro, outubro de 2003

A frustração com o baixo crescimento alcançado no mundo em desenvolvimento,após uma década de estabilização macroeconômica e reformas estruturais, tem levado a críticas cada vez mais fortes ao modelo representado pelo Consenso de Washington.Três tipos de interpretações foram propostos para explicar esse resultado. Uma argumenta que as reformas não foram implementadas na profundidade esperada.Outra, que as reformas não foram suficientemente amplas. Uma terceira, que o fracasso em acelerar o crescimento resultou de se ter tentado adotar um único conjunto de políticas para todos os países ao mesmo tempo. Este trabalho argumenta que essas três interpretações têm contribuições a oferecer para a discussão sobre uma agenda de desenvolvimento para o Brasil. Assim, na falta de grandes idéias, uma agenda de desenvolvimento para o Brasil deveria ser construída utilizando o melhor que essas três linhas de pensamento têm a oferecer. Partindo dessa percepção, este artigo propõe uma agenda de desenvolvimento de médio e longo prazos para o Brasil.Para isso, faz-se um retrospecto curto e seletivo da literatura mais recente sobre desenvolvimento econômico; levantam-se alguns fatos estilizados sobre o crescimento econômico no Brasil na segunda metade do século XX; e, partindo desses fatos,discutem-se quais deveriam ser os focos de uma política de desenvolvimento para o Brasil nos próximos 20 anos.

 

acesseAcesse o documento (428.16Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea