Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 1312 - Crescimento Econômico e Desigualdade de Renda no Brasil de 1991 a 2000 - Uma Análise das Áreas Mínimas Comparáveis

Leonardo Alves Rangel, Joaquim Andrade e José Ângelo Divino / Rio de Janeiro, novembro de 2007

Este artigo trata do tema crescimento econômico e desigualdade de renda. Analisa duas possíveis formas de se relacionar desigualdade de renda com o crescimento econômico, quais sejam: uma relação linear ou uma relação na forma de U-invertido. Utilizando dados para Áreas Mínimas Comparáveis (AMCs) (forma de agregação de municípios) para 1991 e o crescimento da renda per capita entre 1991 e 2000, foram estimadas várias regressões com o objetivo de apresentar as diversas formas de se controlar para a relação entre desigualdade e crescimento. Como controles, foram utilizadas algumas variáveis socioeconômicas. O critério de informação de Akaike mostra que a melhor forma de representar a relação entre desigualdade e crescimento é a de U-invertido.

This paper deals with the subject of economic growth and income inequality. It analyzes two possible forms of relationship between income inequality and economic growth, which are: a linear relation or a inverted-U relation. Using data for Minimum Comparable Areas (form of aggregation of cities) for 1991 and per capita income growth from 1991 to 2000, several regressions are estimated. The objective of these regressions was to present the diverse forms for controlling for the relation between inequality and growth. Some socio-economics variables had been used as controls. The Akaike information criteria shows that the inverted-U is the best form to represent the relation between inequality and economic growth.

 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea