Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 1273 - Determinantes do "Milagre" Econômico Brasileiro (1968 - 1973): Uma Análise Empírica

Fernando A. Veloso, André Villela e Fábio Giambiagi / Rio de Janeiro, abril de 2007

O objetivo deste estudo é quantificar, através de uma metodologia de regressão de crescimento com dados de painel, a importância de possíveis determinantes do ?milagre? econômico brasileiro de 1968-1973. Em particular, verificamos em que medida o ?milagre? decorreu da situação externa favorável, do desempenho de variáveis de política econômica no período 1968-1973 e das reformas institucionais do Plano de Ação Econômica do Governo (Paeg) de 1964-1966. Os resultados mostram que tanto o ambiente externo como as variáveis de política econômica explicam uma parcela relativamente pequena da aceleração do crescimento observada entre 1962-1967 e 1968-1973. Isso decorre do fato de que o modelo de crescimento estimado com base em painéis de seis anos superestima fortemente o crescimento econômico brasileiro no período anterior ao ?milagre? e subestima o crescimento no período do ?milagre?. Os resultados mostram, no entanto, que o modelo estimado para painéis de dez anos prevê uma taxa de crescimento para o Brasil no período 1964-1973 bastante próxima da taxa de crescimento efetivamente verificada no período. Em conjunto, nossos resultados indicam que o episódio de aceleração do crescimento associado ao ?milagre? decorreu em grande medida do efeito defasado das reformas associadas ao Paeg.

The goal of this paper is to quantify, using a growth regression methodology with panel data, the importance of possible determinants of the Brazilian economic "miracle" of 1968-1973. In particular, we verify to what extent the "miracle" was due to the favourable external environment, to the economic policy variables in the period 1968-1973 and to the institutional reforms of the 1964-1966 Paeg economic program. The results show that both the external environment and the economic policy variables explain a relatively small fraction of the growth acceleration between 1962-1967 and 1968-1973. This is due to the fact that the growth model estimated using a six-year panel overestimates considerably the Brazilian economic growth in the period that preceded the "miracle" and underestimates the growth rate for the "miracle" period. The results show, however, that the model estimated using a tenyear panel predicts a growth rate for Brazil during the period 1964-1973 that is very close to the one observed during this period. Taken together, our results indicate that the growth acceleration episode associated with the "miracle" was due to a large extent to the delayed effect of the reforms associated with the Paeg.
 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)        

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea