Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 1244 - Políticas de Inovação Tecnológica no Brasil: Experiência Recente e Perspectivas

Solange Corder / Brasília, dezembro de 2006

O presente trabalho apresenta a política de ciência, tecnologia e inovação dos países da Organização para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE) e do Brasil, a partir dos anos 1990. Verifica-se a existência de uma preocupação generalizada dos governos em incentivar a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação no setor empresarial, além de incentivar a pesquisa cooperativa. O Brasil, inspirado nas políticas da OCDE, criou diversos instrumentos, diversificando amplamente o rol de mecanismos disponíveis. A dificuldade de implementar-se a política industrial nos moldes anteriores, por causa das novas regras de comércio internacional, levou os governos a buscar outras formas de incentivar o desenvolvimento econômico, com destaque para as políticas de inovação. A atividade de inovação é aqui entendida de forma ampliada envolvendo não apenas a Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), mas todas as atividades necessárias para apresentar um novo produto ou um novo serviço ao mercado. Isso significa que os mecanismos de financiamento devem atender às demandas específicas e distintas, relacionadas ao processo inovativo, o que requer fontes e instrumentos variados. Nesse sentido, é necessário avaliar a efetividade desses instrumentos em induzir a inovação nas empresas, sob a perspectiva do sistema nacional de inovação.

This paper presents the Science, Technology and Innovation Policy in Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD) and Brazil Countries, in the 90?s. There´s a general government? concern to stimulate research, development and innovation in entrepreneurial sector, beyond to incentive the cooperation. Brazil, inspirate in OECD? policies create several instruments diversifying the available mechanisms. It is unlikely to implement the Industrial Policy based on the old patterns, due to the new international commercial rules. The government, then, had searched new forms to incentive the economic development, with emphasis in innovation policies. Innovation is here understood as a broad concept including not only research and development but all the necessary activities to bring a new product or a new service to the market. This means that financing mechanisms have to attend to specific and different demands related to the innovation process. Each step and each activity will require a specific instrument. Moreover, it is necessary to assess the effectiveness of these instruments in terms of their actual capacity to foster innovation among firms in the context of the national system of innovation.

 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)             


Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea