Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0921 - Avaliação dos Gastos das Famílias com a Assistência Médica no Brasil : o caso dos planos de saúde

Carlos Octávio Ocké-Reis, Fernando Gaiger Silveira e Maria de Fátima Siliansky de Andreazzi / Rio de Janeiro, dezembro de 2002

O objetivo deste trabalho é avaliar a natureza do gasto das famílias com assistência médica,em especial com planos de saúde ? no marco do surgimento da universalização do atendimento e cobertura do Sistema Único de Saúde (SUS). Em outras palavras, a partir da leitura dos dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), onde se identificam as estruturas de gasto, receita e poupança das famílias, avaliamos, de forma descritiva e analítica,a magnitude e a distribuição dos gastos nos anos de 1987 e 1996. Em particular, enfatizamos a avaliação do gasto com ?seguro-saúde e associação de assistência, isto é, com os planos de saúde dando especial atenção aos resultados encontrados para os estratos de renda inferior e intermediário.

Os principais resultados alcançados podem ser descritos da seguinte forma: houve uma redução do gasto total com assistência à saúde das famílias, seguindo a redução do gasto per capita; as maiores reduções ocorreram nos estratos situados no topo da distribuição da renda;ocorreu um aumento expressivo do gasto total com planos de saúde, em torno de 74%,alcançando R$ 4 bilhões em 1996; os gastos estavam concentrados na região Sudeste; os gastos com assistência à saúde em relação ao PIB caíram de 2,24% para 1,66%; e, finalmente,existe um alto grau de concentração da distribuição dos gastos com assistência à saúde.

 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea