Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0848 - Avaliação Descritiva da Rede Hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS)

Alexandre Marinho, Arlinda Barbosa Moreno e Luciana Tricai Cavalini / Rio de Janeiro, dezembro de 2001

O Sistema Único de Saúde (SUS) é responsável pela maior parte das internações no Brasil. Com base nos dados e informações disponíveis na pesquisa denominada Assistência Médico-Sanitária (AMS) da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no ano de 1999, e no Sistema Único de Saúde (SUS) [DATASUS (1997, 1998 e 1999)], o presente estudo realiza uma análise descritiva da rede hospitalar do SUS. Basicamente, quatro aspectos são enfatizados: a) a distribuição dos atendimentos, ou seja, a freqüência das Autorizações de Internações Hospitalares (AIH); b) a distribuição dos repasses financeiros, isto é, os valores totais das AIH pagas; c) a distribuição geográfica das unidades hospitalares no território nacional; e d) a intensidade de utilização do sistema, representada pela taxa de ocupação, a taxa de rotatividade e o prazo médio de permanência. Entre as conclusões do estudo, pode-se arrolar uma forte dicotomia na estrutura e nos padrões de utilização da rede, entre as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo-se o Distrito Federal, com padrões correlatos aos do Sudeste/Sul do país) por um lado, e as regiões Sudeste e Sul do Brasil por outro.

 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)             


Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea