Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0766 - Distribuição Espacial da População Brasileira: Mudanças na Segunda Metade deste Século

Ana Amélia Camarano / Rio de Janeiro, novembro de 2000

O principal objetivo deste trabalho é analisar as principais mudanças ocorridas com a distribuição espacial da população brasileira de 1940 a 1996, considerando-se duas dimensões do processo: rural-urbana e inter-regional. Foi visto que a ocupação do território brasileiro durante o período analisado foi caracterizada por uma grande perda de população rural e uma concentração populacional acentuada nas grandes cidades. Esse processo se deu de forma e timing diferenciados entre as várias regiões. A migração foi o principal determinante demográfico desse processo, dado que o crescimento vegetativo foi maior nas áreas de emigração. Outro movimento observado neste trabalho foi a expansão da fronteira agrícola nas regiões Sul, Centro-Oeste e Norte; isto se deu paralelamente a um crescimento da população urbana. Além disso, no mesmo período a nova capital federal foi construída numa área de baixa densidade demográfica, o Centro-Oeste. A despeito do grande crescimento populacional experimentado pela região Norte, a distribuição da população pelas cinco grandes regiões brasileiras não se alterou muito. No final do século XX, a população continua concentrada na região Sul. As mudanças foram mais importantes intra-regionalmente, levando a uma urbanização acelerada e a uma concomitante desruralização da população brasileira. A tendência das atividades econômicas é de continuar se concentrando nas grandes cidades da região Sudeste. Isso significa que, no futuro próximo, a população brasileira tenderá a continuar a se fixar nos grandes centros.

 

acesseAcesse o documento (221.89 Kb)            


Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea