Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0685 - O Acesso ao Capital dos Idosos Brasileiros: Uma Perspectiva do Ciclo da Vida

Marcelo Neri, Mabel Nascimento e Alexandre Pinto / Rio de Janeiro, dezembro de 1999

O presente estudo tem como objetivo descrever o acesso aos diversos tipos de capital por grupos etários, dando especial ênfase aos chefes de família idosos. Utilizamos para este fim perfis etários estáticos e análises de coorte. A análise da posse de recursos foi estruturada em três grupos: Capital Físico (bens duráveis, moradia e serviços públicos), Capital Humano (escolaridade, educação técnica, experiência e treinamento) e Capital Social (emprego, sindicatos e associações, participação política e estrutura familiar). Os efeitos da posse de ativos sobre o nível de bem-estar social também estão organizadas em três categorias: primeiramente, os indivíduos extraem utilidade diretamente do fato de possuir altos níveis de ativos; logo, quanto mais ativos acumulados ao longo do ciclo da vida, maior será o nível de bem-estar desfrutado. O segundo efeito é que um alto nível de ativos pode aumentar a capacidade de geração de renda dos indivíduos e conseqüentemente a de suas famílias. Esse efeito, embora não seja diretamente relevante para os grupos de idade mais avançada é extremamente importante para os grupos mais novos, no sentido de que quanto maior for a capacidade de geração de renda neste período, maior será o nível de bem-estar gerado ao longo do ciclo da vida. O último efeito, e talvez o mais importante em termos de ciclo da vida, do aumento da posse de ativos, é o de melhorar a habilidade dos indivíduos em lidar com choques adversos da renda. O papel de suavização do consumo assumido pelos ativos depende da importância desses choques e de quão desenvolvidos são os diversos segmentos do mercado financeiro (ativos, créditos e segmento de seguros) que permitem amenizar os efeitos desses choques sobre o nível de bem-estar.

 

acesseAcesse o documento (221.89 Kb)        

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea