Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0683 - Federalismo, Repasses Federais e Crescimento Econômico: Um Estudo sobre Amapá e Roraima

Bruno de Oliveira Cruz e Carlos Wagner de Albuquerque Oliveira / Brasília, novembro de 1999

Embora Amapá e Roraima sejam os estados que mais recebem recursos federais, em termos per capita [Galvão et alii, 1997], não existe na literatura, tanto em âmbito regional quanto em fiscal, uma análise detida sobre a sua economia. Assim, neste artigo, busca-se associar a questão das transferências federais com o comportamento das finanças públicas de Amapá e Roraima e com a evolução dos seus respectivos produtos. Utilizou-se o modelo de Werneck (1995, p. 375-390) para o estudo do comportamento fiscal. Foi empregado o modelo de Ho (1993, p. 457-466) - metodologia inédita no que se refere à economia brasileira - para uma explicação teórica do impacto dos repasses federais sobre o produto. Nos estados aqui analisados, a trajetória temporal da taxa de crescimento do PIB parece acompanhar a taxa de crescimento das transferências federais, embora isso não seja evidência empírica definitiva, dado o tamanho reduzido da amostra empregada no estudo.

 

acesseAcesse o documento (221.89 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea