Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
11/11/2009 17:57

Publicação do Ipea analisa 20 anos da área social

 

Políticas Sociais: Acompanhamento e Análise avalia 12 temas, como saúde, educação, previdência e segurança pública, desde a Constituição de 1988

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) lançou nesta quinta-feira (12), em Brasília, sua publicação Políticas Sociais: Acompanhamento e Análise, composta por quatro volumes de reflexões sobre aspectos sociais no Brasil desde a Constituição de 1988. Os livros trazem análises sobre o desempenho do País em 12 áreas sociais, como previdência, saúde, seguridade, educação, segurança pública e desenvolvimento agrário.

O estudo reúne o trabalho de cerca de 80 técnicos do Instituto. Para o diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea e coordenador da publicação, Jorge Abrahão de Castro, a Constituição de 1988, apesar de incompleta e tardia, é um marco, inclusive para a economia do País. “Não dá mais para os economistas desprezarem o papel dessa estrutura montada na área social, se pensarmos em uma economia que busca o desenvolvimento com inclusão e sustentabilidade ambiental”, afirmou.

 A evolução na política social, segundo Abrahão, não deve ser comemorada simplesmente por existir e sim por gerar resultados concretos para a população. Entre os avanços registrados estão o aumento no gasto público social e seu retorno para a economia, a ampliação da cobertura da previdência social e do ensino médio; a criação do Programa Bolsa Família e a melhora nos indicadores de desigualdade e de renda, após piora na década de 1990.

 A participação social ainda é frágil e precisa avançar, assim como a cobertura urbana da previdência, a integralização dos serviços de saúde e a política de trabalho e renda, que, apesar dos esforços, ainda se concentra nos trabalhadores formais. Na área de desenvolvimento agrário, o estudo indica a necessidade de ampliar a distribuição de terra e aprofundar a cobertura da política social, que à exceção da Previdência, ainda é insuficiente.

 Nas quase mil páginas dos quatro livros, os técnicos do Instituto avaliam em quais áreas houve avanços, quais tiveram mais dificuldades, e apontam lições aprendidas nesse período de 20 anos. "Para nós, é um documento histórico porque faz a reflexão da política social brasileira nos aspectos mais gerais de 1988 para cá", resumiu o diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea, Jorge Abrahão.

Apresentação

Publicação na íntegra e edições anteriores

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea