Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0590 - Política Industrial em uma Perspectiva de Longo Prazo

Robson R. Gonçalves / Rio de Janeiro, setembro 1998

O escopo central deste texto é oferecer uma análise atualizada de elementos para uma política industrial com consistência a longo prazo. A partir da discussão do impacto das alterações no ambiente macroeconômico dos anos 90 sobre a competitividade industrial, conclui-se pela existência de um grande espaço para a consecução de uma política industrial, ainda que em moldes bastante distintos daqueles observados durante a etapa de industrialização substitutiva de importações. A necessidade de alterar tanto o próprio conceito quanto a prática da política industrial se impõe como resultado da crescente relevância assumida por elementos atualmente centrais para o sucesso industrial; dentre eles, a integração econômica internacional, a manutenção de elevados níveis de concorrência e o dinamismo tecnológico. O alvo central de tal política industrial deve ser a melhora das condições gerais de competitividade, com a redução do tempo de aprendizado necessário ao incremento qualitativo da produção industrial do país e com a criação de um autêntico sistema nacional de inovação. O resultado potencial seria a constituição de um "processo de substituição de exportações", o qual poderia contribuir para o equilíbrio do balanço de pagamentos do país.

 

acesseAcesse o documento (100.50 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea