Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0589 - Poupança Doméstica no Brasil: Evolução Recente e Perspectivas

José Oswaldo Cândido Júnior / Brasília, setembro 1998

A retomada do crescimento econômico sustentado no Brasil depende do aumento das taxas de poupança doméstica e de sua alocação eficiente. Este texto, baseado em literatura recente, destaca a existência de vários determinantes da poupança doméstica, entre os quais : o modelo de previdência, a estrutura fiscal e o sistema financeiro. Com o objetivo de analisar os impactos desses determinantes utiliza-se um modelo de três hiatos. As simulações para o período 1998/2006 sugerem que a principal restrição ao crescimento sustentado da economia é fiscal, e as reformas previdenciária e tributária podem contribuir para minorá-la, bem como a relação capital/produto e o déficit em conta corrente, os quais também influenciam a formação a poupança doméstica e o crescimento do PIB.

 

acesseAcesse o documento (392.89 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea