Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0584 - A Note on Foreign Direct Investment (FDI) and Industrial Competitiveness in Brazil

Regis Bonelli / Rio de Janeiro, agosto 1998

O texto aborda um tema central da relação entre o aumento dos influxos de capital através do IDE e a competitividade industrial no Brasil. Nesse sentido, confere uma análise da inter-relação existente na teoria entre IDE e competitividade, bem como evidência empírica para o caso brasileiro nos anos 90. Os fluxos de capital estrangeiro para o Brasil aumentaram expressivamente nos anos 90, especialmente após 1993. Embora a indústria de transformação tenha perdido participação relativa no estoque total do IDE nesses anos, o estoque desse capital estrangeiro na indústria mais do que dobrou de tamanho, quando medido em dólares correntes. Ao mesmo tempo, esse período caracterizou-se por rápido incremento da produtividade industrial, amplamente documentado em diversos estudos. Parece existir, portanto, base para argumentar que o IDE contribuiu para os ganhos de produtividade e de competitividade no Brasil nos anos 90. Ao examinar os dados desagregados, porém, o quadro torna-se menos nítido. A relação entre o crescimento da competitividade (medida pelos custos unitários da mão-de-obra ou pelo desempenho exportador) e do IDE parece existir apenas para um subgrupo de indústrias. Se a direção de causalidade é interpretada no sentido oposto, a evidência sugere que não há tendência generalizada para que o investimento estrangeiro seja atraído sobretudo para as indústrias cuja competitividade está em processo de melhora mais flagrante. Isso implica que os ganhos de produtividade e de competitividade podem estar sendo o resultado de outros fatores que não unicamente o IDE. Entre eles, destaca-se a liberalização comercial.

 

acesseAcesse o documento (112.77 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea