Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
27/09/2019 14:55

Nova edição da revista PPE aborda temas como trabalho infantil e indústria criativa


Composta por textos de pesquisadores de fora do Ipea, a publicação também reúne artigos sobre estrutura tarifária, emprego, desigualdade de gênero e investimentos em infraestrutura

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) publicou nesta sexta-feira, 27, a nova edição da revista Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE). O volume 49, número 2, reúne seis estudos sobre diferentes temas, como estrutura tarifária no Brasil, indústria criativa, emprego formal e desigualdade de gênero, jovens nem-nem, investimentos públicos em infraestrutura, trabalho infantil e benefícios sociais.

Um dos textos, Trabalho Infantil e Programas de Transferência de Renda: uma Análise do Impacto do Programa Bolsa Família nas Zonas Urbana e Rural do Brasil, mostra como o Programa Bolsa Família pode reduzir a entrada precoce de crianças, sobretudo entre 5 e 15 anos de idade, no mercado de trabalho. Uma vez que o indivíduo já está trabalhando, porém, o benefício não é capaz de reduzir o número de horas trabalhadas. Há cerca de 168 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos trabalhando no mundo, sendo a maior incidência em países em desenvolvimento, segundo levantamento da Organização Internacional do Trabalho (OIT) de 2013.

Outro destaque da revista é o perfil do núcleo artístico dos profissionais da indústria criativa no Brasil, que considera profissões como jornalistas, artesãos, músicos e fotógrafos. A análise utilizou microdados do Censo Demográfico de 2010, informações do Suplemento de Cultura da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) e dados de despesa municipal por função do Tesouro Nacional. A maior parte dos indivíduos nessas atividades é do sexo masculino, tem idade média de aproximadamente 35 anos e é da raça branca ou asiática.

Pouco mais de 43% são chefes de família, 14,82% migrantes e apenas 3% possuem mais de um trabalho. A maior parte não completou sequer o ensino fundamental (42,88%). Uma informação importante é que quase metade dos indivíduos (49,73%) trabalha no setor informal. A renda média do núcleo artístico do setor criativo é de aproximadamente R$ 1.033,72.

Sobre a Revista PPE
Criada em 1971, a revista é publicada três vezes ao ano, com análises teóricas e empíricas sobre temas relacionados à economia brasileira, oferecendo subsídios para a formulação de políticas públicas mais eficientes, ou apresentando propostas para a implantação dessas políticas.

Todos os pesquisadores interessados podem submeter seus artigos à revista, que só analisa e publica artigos com conteúdo inédito tanto no país quanto no exterior. O tema do texto deve se inserir em uma das áreas da ciência econômica, contribuindo de modo significativo ao avanço do conhecimento cientifico nessa área.

Para acessar a nova edição da PPE, clique aqui

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea